Crime digitalTambém conhecido como crime virtual, o crime digital é uma prática comum na internet. Nela são utilizados aparelhos tecnológicos para prejudicar ou colher informações pessoais de alguém ou ainda prejudicar um sistema informático.

Esses crimes acompanham o crescimento do acesso à internet no mundo, ou seja, vem crescendo substancialmente.

Geralmente associados à pedofilia, roubo de senhas e disseminação de vírus, essa categoria de crime abrange muitas outras ações no campo digital. Insultos ou ameaças por meio de redes sociais ou mensagens instantâneas são crimes com pena de detenção ou multa pelo projeto de lei 84/99.

Os “crimes virtuais” podem ser divididos em dois níveis. O primeiro nível trata-se de um contato do criminoso com a vítima e acontece numa única oportunidade, como por exemplo receber e-mail com links que vão levar o computador da vítima a ser atingido por um vírus, ou encaminhar essa pessoa para sites mal intencionados.

O segundo nível desses crimes são os que acontecem com o contato contínuo do criminoso com a vítima. Pode ocorrer em chats, ou por programas de mensagens instantâneas em que alguém, com o tempo, tenta obter informações para cometer o crime. Pode ainda ser caracterizado por mensagens trocadas mandadas entre bandidos para combinar atividades ilícitas.

Existem vários meios de ocorrer um crime digital. Desde entrar em site pornográfico, o que é considerado apoio à prostituição, até o assédio conhecido como phishing (mensagens enviadas, aparentemente de empresas, com intuito de roubar dados pessoais, tais como senha de cartão, número de telefone, entre outros).

Outra forma de crime eletrônico é o vírus. Vírus são criações de programas que visam prejudicar as máquinas infectadas, além de alterar o funcionamento correto do computador e ter a capacidade de, em alguns casos, roubar informações pessoais. Vale destacar também outra ameaça que são os "malwares". Esses são programas usados para prejudicar a funcionalidade de um computador. 

Uma outra maneira de cometer crime digital é utilizando os spams. Spams são mensagens mandadas para muitas pessoas, às vezes sem o conhecimento de quem manda, e em sua maioria estão contaminados com os vírus. Uma das mais perigosas ameaças desse tipo são os vírus "worms" que são mais inteligentes e mais destrutivos que os comuns, além de contar com a capacidade de se autorreproduzir.

Em compensação, alguns crimes virtuais são do conhecimento de pouquíssimos internautas. Mandar um e-mail a alguém citando alguma característica sua de forma pejorativa é considerado injúria e pode acabar gerando uma detenção de três meses a um ano ou multa. Criar ou participar de comunidades virtuais que falem mal de pessoas ou de uma religião é considerado escárnio e tem como pena detenção de um mês até um ano ou multa.

Enviar e-mail com documento considerado confidencial é divulgação de segredo e pode acarretar detenção de um a seis meses ou multa. Lembrando que esse último pode ser evitado coma prática da assinatura digital, já que mesmo mandando esse arquivo a terceiros, estes não poderão visualizar o teor da mensagem por não ter a outra chave para descriptografa-la.

Vale destacar que a comercialização e a compra de cópias não autorizadas de softwares é pirataria e também considerada crime digital e pode acabar detenção de seis meses até dois anos ou multa. A pirataria é um dos crimes digitais mais realizados no Brasil. Oferece um preço bem menor que os produtos originais, mas que não garantem a qualidade da mercadoria.